domingo, 16 de março de 2008

Ouvidos de taxímetro.

Desculpem pela estiagem de posts, vou compensá-los com esse textículo (trocadilho escroto)(hahah, não resisti, mesmo) que a madrugada permitiu-me tecer.

-Opa, beleza?

-Tudo certo, mermão.
-Amigo, me responde uma coisa, quanto sai daqui até o Leblon?
-Cinqüenta pau, o preço é tabelado.
-Muito caro, vocês taxistas exploram, hein.
-Acha que a vida tá fácil? Ainda mais aqui no Rio - gargalha num tom sarcástico que só eles dominam, taxistas - só tô eu aqui, é pegar ou largar, mermão.
-Tudo bem, não tenho muito tempo mesmo, nem pegar uma prainha eu vou conseguir, coisa rápida, sabe.
-Sei sim - o motor ecoa - Leblon né?
-É.
-...
-Olha, vou pegar aqui por essa avenida pra agilizar. Viagem a negócio?
-Mais ou menos. - Responde ele com ar libertino.
-Sei como é, acabei de voltar de férias. - Cerra as pálpebras e focaliza mais à frente. - Mudança de planos, vou desviar do túnel, vez em quando eles fecham lá por dentro, aí ferrou, compadre, assaltam todo mundo.
-Tá, pode desviar, é você que conhece a cidade. Férias, pra onde foi?
-Pode ficar tranqüilo. Fui pra uma cidadezinha a uns cem quilômetros daqui pescar, paraíso aquilo lá, mermão, paraíso - gotículas de suor debruçavam-se sobre o beiço feito um orvalho matinal.
-Pescar... Nem me lembro da última vez que pesquei. Quanto tempo ficou lá?
-Seis meses.
- Seis meses? Porra, você morou lá então.
-É, quase, fui ver a família também, que vive lá.
-E viveu como?
-Pescando, pai pescador. Eu nem tenho mais impressão digital, de tanto ajudar meu pai com as linhas, quando criança. - Ergue o dedão esfolado para o sujeito ver.
-Cara, cansei disso tudo, esse trânsito que acaba com a gente. Pra mim, essa é a melhor profissão que existe aqui no Rio, mas não tô aguentando. Eu tinha até trocado de carro, e semana passada roubaram meu amarelinho, tô puto, mermão, tu não sabe o quanto eu fiquei fodido com essa história.

-Ah...
-Sabe qual o problema do nosso país? Sabe qual o problema do Brasil? - Em frenesi, balbucia:
-Perguntei pra todos que já sentaram aqui do meu lado, e ninguém, até hoje, deu a resposta certa. E te pergunto.

- ...
-Não? Vou te dar um tempo. - Bate com furor no ombro do cliente, como se já o conhecesse há décadas.
- Concentração de renda?
-Não, não. Também, mas não.
-Cultural, cultura, sei lá, pô!
-Ah-ha, malandro! Perguntei isso pra todo mundo e é justo um veado de um paulista que me responde, esse país tá sem cultura, mermão, a educação, vem de baixo! É só olhar em volta, quanta merda. Tô pensando seriamente, mas muito seriamente mesmo, em largar isso aqui, tirar o sustento da pesca, viver a vida como realmente deve ser vivida, cansei de sofrer. Mas antes eu tenho um assunto pra resolver, só preciso de uns dias pra pensar.
-E teu Carr... ?
-Então, eu sei com quem tá o carro, a coisa é mais cabeluda do que você pensa, Essa maldita PM que pegou, trocou a placa e pôs pra rodar, e não foi só comigo, tem acontecido de uns tempos pra cá. Fico indignado, esses filhas de umas putas bem dadas que nos ferram, eles tinham é que proteger a sociedade, e fazem uma sacanagem dessas - abrindo os braços e largando a direção por uns segundos.
-Se na próxima semana você ver no jornal "Invadiram a delegacia e mataram delegado" você já sabe,
mas antes preciso refletir muito bem.
-E é fácil assim? - Nó na garganta.

-Nem imagina.
Silêncio reina por cinco segundos.
-É, o tempo tá fechando, tava um sol do caramba antes.
-Verão tem dessas coisas. Aí chefia, chegou.
-Pode me deixar nessa esquina mesmo. - Remexe os bolsos a fim de encontrar o dinheiro.
-Tá aqui, camarada, e vê se pensa direito nessa história, boa sorte.
-Opa.

5 comentários:

tata disse...

nooossa eu mo esperandu q nu final da historia u taxista matasse u cara auhsuahuahsuahsaush essas coisas..mais ai acaba du nda assim..sem nenhuma continuidade asuhaushas mais u texto eh bom...ai ow larga de c nerd igor posta umas coisas de filmes interessantes uahsuahsuhas amuu vcs (tommy igor) bjuu =**

Iza disse...

eu não sei, mas sinto que já escutei essa história antes, mas sei lá néé.
por favor, atualizem o blog mais vezes.
beeijos.

Tomas disse...

viajem
ui


tá, eu sou chato pra caralho

Anônimo disse...

Nice brief and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Thanks you as your information.

Anônimo disse...

Easily I acquiesce in but I about the brief should secure more info then it has.