domingo, 29 de março de 2009

Uma pequena justificação atenuante...

É no sono que acontece, dispo-me de minha natureza taciturna e abro minha boca. E como estou perdido de sono e pormeti a mim mesmo não dormir antes de escrever aqui, lá vai. Primeiro me desculpem por essa mania chata de me desculpar. Tamanha insegurança? Sabe-se lá. Sei, porém, que a Moringa está um tanto abandonada por nós, queira nos desculpar, leitor, é a legítima falta de tempo, falo seguro das palavras, uma desculpa muito conveniente e comodista, não é? (não no nosso caso, pode ter certeza, não lembro mais de quem mora comigo.) Essa insegurança minha se transporta aos mais variados níveis do cotidiano, o que acabou em gerar, digo, incubar, uma ligeira hipocondria no meu ser. Já que estou aqui escrevendo, nessa noite vermelha de sábado para domingo, já que amanhã tenho muito a fazer do que não quero fazer, mas que preciso fazer, já que o sono me perturba... Desculpe, não tive como segurar o bocejo, é inevitável, não se acanhe em bocejar. E já que estou aqui me desculpando, aproveito a deixa para pedir a mais sincera escusa aos meus médicos, sei, falarão que o único prejudicado serei eu, mas tudo bem, a noite está linda. Vocês compreendem, doutores.

Tereza, dermatologista, não sei se seu nome é grafado com s ou z, mas oh, pouco importa agora. Quero lhe dizer que não estou levando o tratamento a sério, mal tenho tempo para realizar minhas necessidades básicas (absorção, excreção, evacuação...). Eu não estou administrando o Dermotivim Espuma como o indicado, só consigo lavar meu rosto quando saio de casa e quando chego, ou seja, antes de amanhecer e um tanto após o anoitecer, para estudar depois. Peço perdão por às 13 horas, não passar o filtro solar Epsol 30 Water gel, após não ter lavado meu rosto com o Dermotivim Espuma, também.

À noite o problema persiste, quando me contemplo no lar, depois de alguns segundos de nostalgia antecipada olhando para o teto, só me lembro de lavar o rosto com a espuma - ressalto, agradabilíssima espuma!- na hora da escovação noturna, após não ter estado com o Isotrexin gel prescrito para estar no rosto por duas horas exatas durante quinze noites, depois quatro horas por noite até a próxima consulta. Desculpe Teresa... Sempre me embanano na hora da escovação, por minha sobremaneira lerdeza. Demoro um bocado mais que noiva no dia do sim: é preciso escovar com o Sensodyne branqueador indicado pela multiladora, han, quer dizer, doutora Fátima, repetir o processo de escovação com o aparelho de contenção do ortodontista Rogério (que eu deveria usar a toda hora, tirar apenas para comer, ah, olhe bem para a minha cara, Rogério, só durmo com ele e está bom demais, qualquer abertura entre meus dentes será um charminho a mais!) Usar um enxaguante bucal, se necessário, fora os inconcebíveis Dermotivim Espuma e Isotrexin da dona Tereza.

É claro que muitas vezes acabo me esquecendo dos pormenores, você também se esqueceria, leitor. Ainda no pré-sono, dadas as minhas moléstias gástricas azia, refluxo e um translúcido início de gastrite, que deixa a vista opaca de dor, tomo um Gelmax, ou um Gastrosil, de espinehira-santa, antes de dormir. Mas não sem antes ter lembrado de aplicar o Budecort Aqua, prescrito pelo otorrinolaringologista, doutor Tácito, uma suspensão em spray nasal para os que padecem da tão temida cá por estas terras quase-semi-áridas durante o inverno, RINITE ALÉRGICA. Também parei com o antialérgico Zyxem que prescreveu, doutor Tácito, não foi descaso de minha parte, apenas esqueci a contagem dos dias e horários...

Se jovem, na flor da idade já estou assim, imagine daqui a uns bons 30 anos, suponho que terei de andar com uma bolsa de remédios acoplada a outra de primeiros-socorros, soro na veia, o braço picado cicatrizado, sem mencionar as ancas doloridas por injeções de morfina e insulina diárias. Prefiro gastar minha preciosa renda mensal deitado confortavelmente num divã a lamentar de tudo e de todos e de como a vida passou num piscar de olhos, e como no meu tempo era melhor, e essa juventude transviada, éramos todos mais recatados no meu tempo. Pelo menos seria mais prazeroso, convenhamos, leitor sem humor.

Sim, é um hipocondríaco de primeira! Um loucão! Deve tomar alguns frontais também, além de todas aquelas drogas que terminam em -ina, você deve estar pensando... Não, apenas usei o ignorântico espaço democrático da intenet para me redimir perante os médicos, exelentes médicos, e dizer que não sigo corretamente seus tratamentos, dada a famigerada falta de tempo (lê-se disfemisticamente, saco)... Ah! Uma coisa, só os xampus, Tereza, estou usando como falou, intercalar cada dia um, o Keirium gel e o Caspel, sem condicionador, e sabe que está dando resultado? Quer dizer, deve estar dando, um dia pode ser que dê. Enfim, o galo canta, vou dormir antes que o dia cresça e meu nível de melatonina desça. Nossos dias podiam ter 48 horas, não?

3 comentários:

duuda disse...

E vcs ainda riem de mim quando eu digo que nao tenho tempo de lavar o cabelo, pintar a unha e escolher uma roupa no minimo aceitavel. Meu tratamento dermatologico tambem foi interrompido e preciso fazer as unhas dos pes!!

dudaa disse...

Vou ver se lembro de dormir com o aparelho hoje...hahaahhahaha

Rafael Bin Bean disse...

Coitada da Duda